X

Menu

Saiba quanto sua empresa perde com a indisponibilidade do recurso de internet

Entenda quanto sua empresa perde com a indisponibilidade do recurso de internet

A evolução dos negócios, bem como o aumento da oferta do recurso de internet contribuiu para o desenvolvimento de ecossistemas altamente conectados e dependentes da internet. De acordo com a pesquisa TIC Empresas 2015, desenvolvida pelo cetic.br, aproximadamente 96% das organizações possuem acesso à internet, possuindo uma série de atividades dependentes deste recurso.

Dentre as atividades que receberam maior destaque é possível ressaltar envio de e-mails (99%), busca de informações sobre produtos ou serviços (94%), e realização de transações bancárias via Internet banking (88%). Tarefas que demandam habilidades específicas, por sua vez, são realizadas em menor proporção: 43% das empresas afirmaram que entregam produtos ou serviços em formato digital, 35% fazem treinamento de funcionários e 32% utilizam telefone via internet (VoIP).

Os dados reportados na pesquisa TIC Empresas, confirmam a forte dependência que empresas contemporâneas possuem sobre o recurso de internet.

O objetivo deste blog é apresentar pontos essenciais que devem ser considerados para mensurar os custos associados a indisponibilidade do recurso de internet em ambientes corporativos. Indisponibilidade total, ou parcial do recurso, impactos sobre a produtividade dos colaboradores, interrupção de serviços essenciais, imagem da marca e demais pontos que podem gerar prejuízos diretos e indiretos para o negócio, serão avaliados no decorrer deste conteúdo.

Continue a leitura e utilize este material como fonte de pesquisa para análise da viabilidade de projetos que envolvam alta-disponibilidade do recurso de internet nas empresas.

Indisponibilidade total do recurso de internet

Apesar de uma fração representativa das empresas brasileiras possuírem acesso à internet e fazerem uso do recurso em boa parte das operações diárias do negócio, um percentual bastante pequeno delas preocupa-se com a implementação de conceitos que visam garantir a disponibilidade do recurso de internet.

Para estas empresas, os riscos associados a indisponibilidade da internet são ainda maiores, tendo em vista que, mediante a queda do link, ou indisponibilidade de equipamentos de rede, a única alternativa possível será aguardar até que o problema seja solucionado pelo provedor de serviços de internet.

Sabe-se também, que dependendo do local onde a empresa encontra-se fisicamente há uma instabilidade maior sobre o recurso de internet, influenciando também na qualidade do link e serviços oferecidos aos clientes.

As colocações feitas até o momento têm por objetivo gerar reflexões sobre os riscos associados à indisponibilidade da internet, principalmente em negócios com elevado grau de dependência sobre este recurso.

Em pesquisa desenvolvida pela OSTEC e NEOTRIAD, sobre o perfil de uso da internet nas empresas, foi constatado que aproximadamente 57% dos colaboradores das empresas possuem suas atividades fortemente comprometidas pela indisponibilidade do recurso de internet, reforçando a importância do recurso para as organizações.

Neste sentido, para avaliar os impactos gerados pela indisponibilidade da internet nas empresas é necessário efetuar levantamento preciso das aplicações e processos que dependem da internet para serem executadas, bem como os colaboradores envolvidos nas atividades. Setor comercial (Marketing e vendas), incluindo atividades geração e qualificação de leads, prospecção de novos clientes, atividades de suporte e pós-venda, projetos, desenvolvimento e financeiro normalmente demandam por soluções que fazem uso da internet, sendo impactadas por sua indisponibilidade.

Empresas que possuem plataformas de vendas virtuais, devem estar ainda mais precavidas quanto a problemas associadas a indisponibilidade da internet, uma vez que a operação do negócio depende 100% do recurso, e a indisponibilidade deste, acarretará em perdas diretas para a empresa.

Neste sentido é indicado que seja avaliada a estrutura da empresa para estimar o número de colaboradores que teriam suas atividades comprometidas por problemas associados à internet. Após levantamento deste indicador, é possível utilizar a calculadora da produtividade para estimar as perdas financeiras geradas por tal atividade.

Indisponibilidade parcial do recurso de internet

Além da indisponibilidade total do recurso de internet, gerada pela queda do link ou falha de periféricos de rede. A empresa também pode sofrer com problemas associados a falta de gestão sobre o uso de internet em meio corporativo.

A falta de gestão sobre o recurso de internet permite que acessos, não relacionados às atividades laborais dos colaboradores, tais como redes sociais, aplicativos de vídeo (YouTube, Netflix), sites de notícias, comunicadores instantâneos, entre outros, concorram diretamente com acessos legítimos, cruciais para a operação da empresa.

Estruturas sem controle sobre o uso de internet, possibilitam que um único colaborador, que esteja fazendo uso do YouTube, consuma toda a banda de internet da empresa, impedindo a execução de operações essenciais, tais como, emissão de notas fiscais eletrônicas, acesso à internet banking, e demais aplicações que dependam da internet para seu funcionamento.

Este tipo de indisponibilidade gera um prejuízo silencioso, difícil de ser identificado, sem a presença de soluções especializadas de segurança da informação, contudo, é imprescindível que estes sejam levados em consideração, no momento de mensurar as perdas causadas pela indisponibilidade do recurso de internet.

A internet é, e continuará sendo, imprescindível para as organizações, independente do porte ou segmento, por isso é de grande valia que as empresas passem a destinar parte do seu tempo, e orçamento, para garantir a disponibilidade deste recurso, evitando perdas financeiras e reflexos negativos para a imagem do negócio.

Existem algumas formas de garantir a disponibilidade do recurso de internet, bem como soluções e empresas especializadas neste assunto, por isso, caso ainda tenha dúvidas acerca deste assunto, converse com um de nossos especialistas.

« Previous Post
Next Post »

Siga-nos no Twitter