Bases de categorização de URLS gratuitas vs pagas

Tempo de leitura: 0 minuto

Existem bilhões de sites disponíveis na internet, oferecendo os mais variados conteúdos e facilidades. Conhecer todo esse universo é um desafio inimaginável para os administradores de rede e gestores de segurança. Por conta disso, cresce o número de empresas que oferecem bases de dados com classificação de conteúdos de endereços eletrônicos.

Através destas bases de dados, um administrador pode definir com maior conveniência sua política de segurança, personalizando o uso da internet de acordo com o interesse da organização, setores ou até mesmo pessoas.

A importância destas bases categorizadas é especialmente separar os sites maliciosos que podem em algum momento oferecer algum risco para a organização. Mesmo que um determinado usuário faça uma ação em um e-mail, por exemplo, o proxy faria o bloqueio e impediria uma contaminação.

Portanto, as bases de categorização oferecem uma diminuição da complexidade de gerenciamento de acessos (o que pode ou não ser acessado), aumenta a visibilidade de que tipo de acesso é mais consumido pela organização, além de incrementar potencialmente a segurança do ambiente.

Bases de urls gratuitas

As bases gratuitas podem ser um ótimo começo para as empresas, mas deve-se entender a tecnologia utilizada, do contrário, o uso pode gerar mais problemas do que solução. É comum que as soluções importem para a memória o conteúdo das bases para facilitar as validações, se este processo não for otimizado, muito recurso do hardware será consumido, oferecendo uma experiência de lentidão.

É comum encontrar listas com determinados conteúdos pré-classificados na internet, com tamanhos incríveis. Isso não é necessariamente bom, até por que não é possível confiar na assertividade destas listas.

Neste processo também é importante não confundir as bases, ou listas com sites classificados, com a tecnologia que irá permitir que isso funcione de maneira integrada com um proxy ou solução de finalidade similar. É fundamental que estas bases ofereçam algum mecanismo de utilização/validação otimizada, para que sua avaliação seja rápida.

Portanto, baixar uma quantidade de listas na internet e julgar que o número de registros garantirá o sucesso na aplicação dos controles, é algo leviano, uma vez que a reputação da lista pode comprometer totalmente o resultado com uso do recurso.

Alguns testes básicos podem ser feitos, para validar a classificação de alguns sites comuns, e outros mais regionalizados ou locais. Isso dará uma ideia básica da qualidade da lista. O interessante é verificar na solução, diante da quantidade de requisições, o quanto é conhecido de fato pela lista.

O gratuito pode oferecer uma ideia errada de facilidade ou vantagem, portanto no momento de optar por uma base que pode ser gratuitamente copiada através da internet, veja se está adequada ao perfil de uso do seu negócio e região, é comum que a classificação destas seja mais assertiva em outros países.

Bases urls pagas

O fato de uma base de categorias ser paga está longe de assegurar eficiência, isso deve ser testado e provado com o uso. Mas ter uma empresa por trás desse processo é um indicativo interessante.

Existem algumas empresas que desenvolveram tecnologias automatizadas para varrer a internet e classificar conteúdo. Mesmo diante da não existência de endereços classificados, geralmente o software aciona automaticamente a empresa e a URL passa a ser conhecida rapidamente.

Outro aspecto importante das bases pagas é que elas tendem a ter um conjunto de categorias mais segmentado e maior, permitindo ainda mais o uso refinado desse tipo de controle ou visibilidade dentro das empresas.

Somado a assertividade das bases, que são muito superiores, e até surpreendentes, tem a parte tecnológica vinculada a otimização, que é muito trabalhada por estas empresas. É possível adicionar muitos endereços em uma base e consumir poucos recursos, facilitando a checagem em ambientes de altíssimo volume.

Portanto, antes de decidir pela utilização de bases pagas ou gratuitas, avalie outros aspectos além do preço. Verifique se as categorias oferecidas atendem a expectativa, se o conteúdo é realmente assertivo e se opera em velocidade adequada ao negócio.

Você leu este conteúdo, pois está em busca de uma solução completa para gestão do uso da internet em sua empresa? Em caso positivo, fique à vontade para conversar com nosso especialista, ou acessar a página de nossa solução.

Continue aprimorando seu conhecimento

Cassio Brodbeck
conteudo@ostec.com.br